Archive for the ‘Contos contados’ Category

Outro dia aconteceu essa. Um cliente com uma cara de decepção se aproxima e pergunta: – Olá, você pode me ajudar? Como sempre, estou apto a ajudar os clientes indefesos: – Pois não, senhor. – Será que você não tem outro exemplar desse livro aqui? Cá eu, cuirioso, pergunto: – Você gostaria de quantos mais? […]


Em uma noite comum na livraria, é comum acontecer o diálogo abaixo: O livreiro solícito diz: – Olá, boa noite, posso ajudar? O cliente perdido responde: – Sim, claro. Sabe o que é, estou procurando um livro para dar de presente para um amigo e quero sua ajuda com uma sugestão. Que livro bom você […]


As pessoas se tornam um pouco prepotentes quando estão dirigindo a ponto de ignorar que ao atingir um ciclista estão colocando em risco a vida de outro ser humano. Um amigo foi à França recentemente e ficou impressionado de como o trânsito é caótico. Ele não se estendeu muito no assunto, mas disse que os […]


Antes de sair de Recife, duas semanas antes, foi a despedida de um amigo, um desses que a gente faz no mundo e que gosta. Ele partiu para retornar. Eu não. Ele tava ciente disso e me deixou essa receita de presente. É um rango divino! Quando Habibi ditou a receita em praça pública, estava […]


Em Cristópolis-BA, um município com pouco mais de 14 mil habitantes, localizado a oeste da Chapada Diamantina, haverá um grande torneio de sinuca, onde todo o dinheiro arrecadado  será destinado a construção de algo novo na cidade. Mas, o quê exatamente? Não consegui descobri. O locutor falava com muita ênfase, que era importantíssima a participação […]


Tudo corria normal na quarta-feira, 18 de julho de 2007. Era prática comum minha ir trabalhar no IBGE, no prédio da SUDENE, de bicicleta, que deixava guardada na rua da Aurora. Meu horário de largada era às 17h. Naquela semana, eu estava terminando os últimos preparativos para inauguração da “Macaxeira pesada”, que foi um negócio […]


Meu deus!

24nov09

Aposto que o diabo não pega ônibus na região metropolitana de Recife para ir trabalhar. Dizem que o inferno é ruim. Porém, não conhecem o barro-macaxeira, suas linhas integradas ou qualquer outra linha num horário de pico ou próximo às 22h. Em geral, evito pegar ônibus às 7h da manhã, 18h da tarde e 22h […]