Archive for junho, 2011

Já faz tempo que não escrevo. Por que não tem o que escrever? Pouco provável. Sempre há. Palavra morta só com o cidadão morto. Como não é o caso… Essa semana escrevi um poema no caderno do pequeno Heitor. Ele quando crescer terá uma bela relíquia que sua mãe e pai estão fazendo para ele. […]