Aventuas e desventuras no mundo Linux.

08dez10

Microsoft: Destruindo a sua liberdade

Bom, como sou usuário de linux também, duas distribuições da família *buntu, o Lubuntu 10.10, num netbook asus eee pc e do Ubuntu 10.04 no computador de mesa, resolvi partilhar das minhas

“fuçações” nos sistemas.

Li outro dia num blog um cara falando que dificilmente quem se aventura no mundo linux consegue conter a curiosidade por explorações dentro do sistema.

Não fujo à regra. Não vou ficar falando das coisas que já fiz nas distribuições que já utilizei. Não me lembro de muitas coisas e não farei um pingo de esforço para relembrar. Vou relatar coisas novas que vou aprendendo no dia a dia.

Ontem mesmo instalei o Lubuntu no netbook por achar que o Xubuntu estava consumindo muita memória do bebê, apelido atribuído por minha esposa ao nosso netbook. Fuçando daqui e dali, percebei que, na inicialização do sistema, na tela em que fazemos o login, eu poderia escolher o ambiente gráfico que gostaria de iniciar, seja em LXDE, Gnome ou KDE.

Hoje, resolvi ver a página de login do meu Ubuntu de mesa e descobri que só tem instalado o padrão Gnome. Como vi ser possível escolher em qual ambiente iniciar o sistema, resolvi instalar via Synaptic o KDE-Desktop e dizer para minha linda esposa, blefando, óbvio, que alterei mais uma vez o sistema operacional do computador de mesa. Antes que ela enfartasse eu desmentiria.

Mas, para minha surpresa e decepção, ele não iniciou normalmente e mesmo sem eu determinar que ele iniciasse com o KDE na página de login, tratou logo de fazer uma mescla entre Gnome e KDE. Não matutei muito não. Fui direto ao Synaptic e pedi para desinstalar o KDE.

Dos 85 MB que ele baixou para instalar o KDE-Desktop, com a remoção deste mesmo via Synaptic, se livrou de apenas míseros 53 KB. Ainda assim, minha esperança de tudo retornar ao normal com meu Ubuntu Gnome, reiniciei o sistema. E o que aconteceu? Mais uma vez frustrado: NADA!

A vantagem do mundo linux é que dificilmente quem tem alguma dificuldade está sozinho no mundo e sempre alguém tem a solução. Com algumas googleadas, facilmente acham-se as respostas. Como não foi diferente desta vez, logo encontrei um link para um site chamado Psychocats. Lá tem um comando para copiar e colar no terminal, dar enter e colocar a senha. Quando o processo tiver terminado, é só reiniciar o sistema e ele estar novo em folha como quando instalei.

Nem sempre as aventuranças dão certo, mas sempre é possível dar um passo atrás.

Anúncios


No Responses Yet to “Aventuas e desventuras no mundo Linux.”

  1. Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: