O que eras tu?

22nov09

Já não recordo
estás tão borrada de minha cabeça
ainda enxergo, embaçado mas
enxergo.
Quando te conheci estava a desenvolver asas
hoje, meio desengonçado
arrisco meus voos.
Não sem medo de cair.
Mas, com medo de não voar
voo.
Alto, com aguardentes que ingiro na praia
Antes do mergulho renovador
em busca de sacolas plásticas
que podem ser peixes,
que voam como aves.
Em tua busca não vou mais.
A vida de trouxa era ostracismo.
Rejeitando-o ganho super poderes.
Vou para a Tailândia pagar por uma
massagem.
Não! É melhor galantear as tailandesas.


Samuel Vanderlei.

Anúncios


No Responses Yet to “O que eras tu?”

  1. Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: