Archive for novembro, 2009

Tudo corria normal na quarta-feira, 18 de julho de 2007. Era prática comum minha ir trabalhar no IBGE, no prédio da SUDENE, de bicicleta, que deixava guardada na rua da Aurora. Meu horário de largada era às 17h. Naquela semana, eu estava terminando os últimos preparativos para inauguração da “Macaxeira pesada”, que foi um negócio […]


Eu páro.

27nov09

Pari daqui de dentro as forças pulsantes de uma nova vida através de rede, vou navegando e fazendo cócegas em almas Alheias. Só me restam dois braços, agora inteiros (pelo menos) um par de pernas e uma cabeça que vibra queimando energia que me dá energia que te faz ler e não compreender… Ah palavras! […]


Sem amarras

27nov09

E as tuas amarras, como andam? Tens medo de se livrar delas? Será que cairás sem ou deixarás de fazer algo? Que te impede de desenvolver tuas habilidades? que te impede de ser livre e não depender de ninguém? Digo, não existe sensação melhor que voar. Tenho isso em comum com alguns amigos Não costumo […]


Fazer

27nov09

Não importa o que fazes o que farás ou fizeste. tampouco como fizeste, como farás ou fizeste. Mais que isso, é o querer fazer, que faz. Ênfase no querer Pois, se não quero escrever, não escrevo e morre comigo. Quero planar sobre a carniça de muito, muito mais alto. — Samuel Vanderlei


Absortos na ideia de permanecer mergulhados. A piscina já estava esverdeada não cuidávamos. Vi um reflexo fora e saí para olhar Fiquei excitado com o que vi fiz uma graça e voltei. Mas já não estavas lá. Procurei na água turva algum vestígio do teu permanecer. Em vão. Já não estavas. Mas ainda assim, Persegui. […]


A morte.

24nov09

Enfrento a morte como quem atravessa a avenida Não tenho medo. Já disse. Só preciso de minhas mãos e cabeça para conquistar o universo. E não é de forma egoísta. Afinal, O mundo está aí para quem o vive. Não para quem acha. Alguns se gabam dizendo que têm tudo e vivem como demônios no […]


Meu deus!

24nov09

Aposto que o diabo não pega ônibus na região metropolitana de Recife para ir trabalhar. Dizem que o inferno é ruim. Porém, não conhecem o barro-macaxeira, suas linhas integradas ou qualquer outra linha num horário de pico ou próximo às 22h. Em geral, evito pegar ônibus às 7h da manhã, 18h da tarde e 22h […]